• Bastidores RIT

Socorro aos perseguidos

F. B. vive em uma nação onde o islamismo é quase uma política de Estado. Nesse contexto, não há liberdade religiosa. Mesmo assim, F. B. tem acesso garantido ao Pai, pelas redes sociais de R. R. Soares. Assim, ela se animou e pediu orações. “Eu tinha pressão alta e forte dor de cabeça”, revela. “Porém, solicitei ajuda espiritual ao Missionário. Ele orou, e fui curada”. Agora, a súplica é outra: “Que ele continue fazendo a obra de Deus nos locais onde o Evangelho é perseguido!”.


4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo